Resultado de imagem para tanque de dieselTanque de armazenamento de óleo diesel

Os grupos geradores de energia devem estar sempre prontos para operar a qualquer momento. Estes equipamentos são geralmente movidos a óleo diesel que se degrada continuamente. Ao se deteriorar, o óleo diesel passa a atacar os componentes metálicos do sistema de injeção de combustível com os quais ele mantém contato. A composição atual do óleo diesel nacional contribui para sua degradação. A mistura de biodiesel e diesel mineral dá origem ao diesel “B”, hoje de uso obrigatório em todo país. A inclusão do biodiesel conferiu ao diesel uma maior capacidade de absorção de umidade do ar e uma maior disposição para formação de microrganismos. Tal afirmação é comprovada por diversos estudos científicos realizados nos últimos anos. O percentual de biodiesel adicionado em 2017 foi de 8%, passou para 10% em 2018. Já se discute chegar a patamares de até 20% no futuro.

Somada a gradual adição de biodiesel, outra alteração química importante, a qual objetiva benefícios ambientais, é a redução do conteúdo de enxofre (S) naturalmente presente no diesel. O enxofre é reconhecidamente um poderoso biocida natural. Assim, antigamente a maior quantidade de enxofre permitia ao diesel uma maior vida útil dentro do tanque (capacidade de manter-se íntegro), pois possuía maior poder biocida, controlando o crescimento de microrganismos. Os níveis de enxofre disponíveis atualmente são S-10 para aplicações veiculares e S-500 para aplicações estacionarias, como no caso de grupos geradores. O número depois da letra (S) significa a quantidade de partículas por milhão.

Assim, o processo de redução do enxofre somado a adição de biodiesel fez com que o tempo de vida útil do óleo diesel estocado dentro do tanque caísse drasticamente. Por isso orientamos a adoção de algumas medidas para controlar a degradação do combustível, entupimentos e danos aos componentes de injeção do motor, principalmente para equipamentos que passam longos períodos inoperantes ou que operam em emergência/standby.

Existem produtos desenvolvidos para minimizar os problemas associados ao envelhecimento do combustível e resultante do armazenamento por longos períodos. Conhecidos por Estabilizador de Óleo Diesel, estes produtos reduzem a formação de sedimentos, evitam a proliferação de fungos e bactérias, mantendo as propriedades do óleo diesel armazenado nos reservatórios.

Sugerimos os seguintes cuidados para garantir a disponibilidade de seu grupo gerador:

  1. Utilizar otimizadores/estabilizadores de combustível para todas aplicações, especialmente nas quais o diesel permanecerá dentro do tanque por mais de um (1) mês (crítico para aplicação em regime emergência / standby);
  2. Manter a concentração do otimizador/estabilizador sempre corrigida. Ou seja, durante os abastecimentos, atualizar a mistura de acordo com a quantidade de diesel inserida no tanque à cada abastecimento;
  3. Consumir todo combustível tratado (com aplicação de otimizadores/estabilizadores) em até seis (6) meses. Caso não ocorra o consumo total, o combustível deverá ser descartado ou revitalizado por um processo de filtração;
  4. Procurar manter o tanque de serviço sempre cheio, ou mais próximo de cheio possível, minimizando assim o efeito da umidade dentro do tanque (condensação de água);
  5. Substituir todos os filtros de combustível dentro dos períodos especificados pelo fabricante do motor;
  6. Revisar/limpar semestralmente todos filtros tela do sistema (quando existentes);
  7. Manter todos os tanques de combustível limpos. Realizar avaliação visual semestralmente, efetuando a limpeza caso comprovada a existência de contaminantes de quaisquer níveis.

Tags: Armazenamento Bomba Injetora Bombas Injetoras grupo gerador Grupos Geradores Instalação Instalações Interpower Manutenção Motobombas motor Motores óleo diesel Tanque de Combustível